Rock Bola (atual Pop Bola)

rockbola
Waguinho, Lopes Maravilha, Tavares, Toni Platão, Alexandre Araújo, e Bebê Monstro

Um programa totalmente parcial, com legítimos representantes dos quatro grandes times cariocas. Este é o “Rock Bola”, que vai ao ar de segunda á sexta, de meio-dia à uma e meia, na Rádio Oi FM.
Formado por Waguinho, Lopes Maravilha, Tavares, Toni Platão, Alexandre Araújo, e Bebê Monstro, o programa está no ar desde 2002, quando estreou pela extinta Rádio Cidade.
O sucesso é tão grande que o pro- grama, inicialmente com meia hora de
duração, hoje tem uma hora e meia.
A equipe nem sempre foi a mesma. Depois de umas trocas, reforços de peso se agregaram a esse elenco que hoje é referência do novo jeito de fazer Rádio no Rio. Esse time acabou virando inspiração para outros profis- sionais que desejam trilhar o mesmo caminho.
O público, que no início estranhou o formato ousado do “Rock Bola”, agora se diverte com as eloqüências de seus protagonistas. Se, antigamente, rigidez era palavra de ordem, em 2010, a ousadia tomou conta dos 102,9 na hora do almoço.
“O formato sempre foi esse mesmo!”, exclama Tavares. O “Rock Bola” quebrou paradigmas estabelecidos por profissionais do Rádio, ganhou des- taque na programação e atingiu uma dimensão que eles mesmos desconhe- cem: “até o Zico deu uma declaração sobre a gente. Como pode o Zico, meu ídolo, falar de mim? Ele me conhece? Bem humorados como Serginho Mallandro e Hélio de La Peña que aportam nos estúdios da Oi FM.

Os ouvintes participam de forma expressiva por e-mail, orkut e twit- ter, já que se vêem refletidos naqueles profissionais, jornalistas e radialistas. “Somos como um grupo de amigos que se encontram para falar de futebol, mulher e beber cerveja, mas depois vão para casa cuidar dos filhos e da esposa”. O programa, que já ganhou aura da imparcialidade, também posta de lado, deixa com água na boca jorna- listas que não tem a liberdade de bater no peito e falar seu time de coração em voz alta: “Nós aqui puxamos mesmo o saco do nosso time”, brinca Tavares.
Quando o assunto se esgota, “fala- mos de qualquer outra coisa. Não pre- cisamos nos limitar somente ao fute- bol. Como o seu próprio slogan já diz: “Rock Bola: informação em segundo lugar”, diz Waguinho.
O programa conta ainda com novos espaços em outras mídias, tem no Rádio seu porto seguro. A confirmação do sucesso veio em 2009, quando ganharam o Prêmio Escola de Rádio de “melhor programa de Rádio” e “melhor comentarista esportivo”.
Há um ano, o “Rock Bola” é apresentado toda sexta-feira no shopping Nova América, onde lota, com figurinhas carimbadas que marcam ponto no local e acabam por fazer parte deste que é um dos mais conhecidos programas de Rádio carioca.

Rock-Bola-Com-OIFM-2

Matéria de capa da Rádio em Revista 1agosto/2010
Realizada por Livia Santana e Felipe Argentino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *