Waldir Vieira

Waldir Vieira tinha um programa na Rádio Globo do Rio de Janeiro, entre as décadas de 1970 e 1980, das 13h às 17h, e também nas manhãs de domingo, no qual conversava com ouvintes, pelo telefone, e desafiava-os com uma charada. Os quadros fixos eram As Canções do Rei Roberto Carlos e a Carta da Vovó.
O jingle do programa era: “Waldir Vieira é um cara tão legal! Na Rádio Globo ele é sensacional!”

No auge da carreira, Waldir Vieira e sua “acompanhante” foram encontrados mortos em um motel da zona central do Rio, asfixiados por um vazamento de gás.

Em uma entrevista, o comunicador fala sobre o seu programa que era líder de audiência:
“No meu programa nada é premeditado. As coisas vão acontecendo na hora e no momento exato e acho que esta é a verdadeira fórmula do sucesso que alcancei. O dia inteiro recebo telefonemas de donas-de-casa, que dão uma opinião sincera sobre a programação, e o que nos fazemos é sempre de acordo com a vontade do público. Há pouco tempo, por exemplo, tiramos do ar o quadro “Eu vi um disco voador”, por que estava se tornando cansativo, repetitivo. Todos os que chegavam a mesma coisa e os ouvintes começaram a se cansar.
Tiramos também o “Papo da Novela” onde atores da rádio imitavam atores da TV Globo. No principio deu certo, era gostoso porque a novela “Pai Herói” estava em evidência e tinha tipos que a gente podia explorar bastante. Com “Os Gigantes” ficou mais difícil e os ouvintes nos escreveram pedindo para eliminar o quadro. O programa Waldir Vieira é isso: comunicação total, integração perfeita entre público, ouvinte e apresentador. O programa é do povo, feito para ele; e se é assim, nada mais justo que todos os que nos prestigiam dêem sua opinião. Por isso o resultado que o IBOPE nos trás; a audiência é exatamente o dobro do segundo lugar da Radio Tupi. Sem falar nas cartas que recebem uma média de 1.500 por dia, com programação normal, pois agora estamos fazendo uma promoção da coleção de discos de Roberto Carlos e o número de cartas que chegam diariamente é de 3.000. Alguma dica especial? Não, apenas um pensamento que é uma regra a seguir! A gente deve viver intensamente cada momento da vida, porque quando o tempo passa, a gente verá que os cabelos grisalhos chegam e nada de bom fizemos para ninguém. Antes que isso aconteça o programa Valdir Vieira vai entrando diariamente nos lares, levando a sua mensagem de amizade e companheirismo.” – Valdir Vieira
De um simples varredor ao maior Locutor do Brasil.
Waldir Vieira dizia – “Não gosto de gênios, meu programa é povão.”
Com 20 anos de profissão e 33 anos de idade, Waldir Vieira podia dizer que sempre teve o dom para o rádio. Nasceu em São Fidélis, no Estado do Rio de Janeiro, no dia 31 de janeiro de 1945.
Começou a trabalhar aos 13 anos de idade, em 1968 mudou-se para o Rio de Janeiro deixando a rádio São Fidélis, para percorrer praticamente todas as emissoras cariocas. Trabalhou como assistente de Haroldo de Andrade até conseguir um horário para o seu programa na Rádio Globo.
Muito curioso é que Waldir entre os quadros fixos de seus programas criou O quebra cuca, onde o ouvinte podia dizer qual o quadro mais chato que ele apresentava.
Isso não era comum nos programas de rádio, mas ele sempre queria saber a audiência do seu horário.
Entre as atrações fazia também o “Onde Anda Minha Gente”, nesse quadro descobriu que neste país tinha (e ainda tem) gente que não sabia onde andavam seus pais, parentes, irmão ou amores. Através de cartas conseguiu o reencontro de duas irmãs que não se viam há 68 anos e foi emocionante.
Nutrição era também um assunto discutido por Waldir Vieira que, com o auxilio de uma nutricionista, respondia às cartas de donas-de-casa, num diálogo bem informal.
“Não gosto de gênios no meu programa, pois é um perigo, gosto de pessoas que se comunicam diretamente com o seu público, que é o povão”. dizia o radialista.
Casado há 13 anos com Ângela sua fã número um e com dois filhos Luciano e Lina, Waldir dizia ser um homem realizado tanto na profissão quanto no casamento.

Quando Waldir Vieira abria o seu programa, todas as tardes às 13 horas, na Rádio Globo (Rio), nem ele mesmo sabia bem o que iria acontecer nas próximas 4 horas. É que, apesar de alguns textos já estarem preparados pela equipe de produção, Waldir improvisava o tempo todo. Seu temperamento agitado e bastante emocional levava o programa a um clima diferente dos outros similares. As mancadas ele reconhecia que existiam, mas isso servia para mostrar aos ouvintes que as coisas iam acontecendo realmente, durante o programa e que ele também era apanhado de surpresa.
Os quadros de maior sucesso do programa eram: “Onde Anda Minha Gente”, que procurava localizar pessoas desaparecidas e “As Canções do Roberto Carlos e as histórias de Cada Um”, onde uma carta sorteada contava a história de um ouvinte envolvendo uma música do Roberto Carlos. Os dois quadros eram feitos na base da emoção pura e simples.

Daí o sucesso do programa e as centenas de cartas que recebia (ele foi o comunicador que mais recebeu cartas no rádio brasileiro). Mas, para Waldir esse sucesso foi através de muito sacrifício. Já que ele começou há 7 anos com um simples varredor da Rádio Difusora de São Fidélis (Estado do Rio de Janeiro) sua terra natal.

Waldir Vieira nasceu no dia 31 de Janeiro de 1945.
Filho de Antonio Vieira e Ana Lina Gomes Vieira.
Comandava os microfones da Rádio Globo/RJ, das 13h às 17h, e também nas manhãs de domingo.
Faleceu no dia 13 de Novembro de 1985.

COMMENTS

  • Waldir Vieira era sensacional, comunicação fácil, realmente um gênio do rádio. Ainda hoje ouvindo seus áudios disponíveis no youtube e nas páginas eletrônicas como o show do rádio do Paulo Francisco, não dá para acreditar que ele se foi e isso há mais de 31 anos. Era 13-NOV-85 e Waldir estava BEM DEMAIS, no auge da carreira. E de repente, começa o programa e entra Roberto Figueiredo…Cadê ele…Cadê o WV… Ele nunca mais voltou. Até hoje é um mistério o que houve. Todos sabem o que aconteceu, mas pq aconteceu. Os ouvintes ficaram e estão saudosos até hoje daquele CARA TÃO LEGAL…Amigo das donas de casa ele vem, trazendo dicas, música, para vc se alegrar. De 6h as 10h aos domingos, o grande Waldir fazia a alegria das donas de casa. E todo mundo queria ganhar o tal queijo. Me lembro de uma pergunta. Pq Paraíba não é gente…E ninguém acertou. A resposta era simples. Paraíba é um estado ou um rio, por isso não é gente. Gente é paraibano. Grande Waldir…Como faz falta um show do quebra cuca hoje no rádio…

  • Mario Bandarrinha

    *WALDIR VIEIRA*, O Melhor entre os Melhores Locutores Que A Rádio Brasileira Já Produziu…!!!

  • Calixtrato Talon

    Ainda que aos meus poucos anos de idade, mas tenho na memória aqueles belos programas do Waldir Vieira.
    Não por ser meu conterrâneo, e parecer parcialidade, mas pelo carisma e competência era líder de audiência no Brasil e o melhor locutor da época.
    Saudades de seu programa e das maravilhosas experiências vividas naquela época.

  • Nós do rádio, daquele rádio maravilhoso que o Valdir Viera fazia, com uma comunicação simples, mas direta, fácil, porém com uma entonação que só ele mesmo sabia dar, ficamos saudosos daqueles comunicadores no qual uma grande geração de colegas acabou se espelhando.-Aquilo sim, é que era rádio, um rádio que informava, com entretenimento, com vozes bonitas, com a participação do ouvinte, com desenvoltura, com conhecimento de causa.-Hoje, o que temos no rádio, é um monte de “intelectuais”, metidos à besta, querendo fazer um rádio cheio de noticias, muitas sem nenhum interesse dos ouvintes.-Que saudade do Valdir Vieira, Gilberto Lima, Haroldo de Andrade, Edmo Zarife e tantos outros!!!!!

    • Hoje esses diretores,não sabe nada como dirigir uma radio.não tem noção nenhuma?foi por esse motivo que Haroldo de Antrade (Haroldão!)morreu desgostoso.ele não concordava com esse negócio de rêde!porque Radio am tem que ser local,eles queriam era desempregar o resto de profissionais das outras emissôras dos outros Estados,por economia?O Haroldo estava certo agora que esses caras estão vendo,que não assim que a banda toca.é um bando de encompetentes que não entente porra nenhuma?

  • adailton pereira da silveira

    apesar de ser novo na epoca gostava muito dos programas dele que deus tenha misericordia dele

  • Damião Ismael do Espirito Santo

    O ano era 1979 e eu tinha 16 anos e estava de férias da escola na casa da minha prima em Dores de Macabú, Campos dos Goytacazes-RJ e o esposo dela tinha o hábito de ligar o rádio de pilha deles, já que lá é um interior e na época não existia luz elétrica, e ele ligava na rádio Globo no programa do Waldir Vieira e eu quando ouvi o programa a primeira vez eu gostei da voz daquele locutor, e ficávamos ouvindo o programa a tarde toda. Então, quando eu retornei para casa no Rio falei com a minha do programa e a minha mãe que só ouvia o Programa do Haroldo de Andrade pela manhã passou a ouvir o programa do Waldir Vieira na parte da tarde também. Muitas saudades do Onde Anda Minha Gente, A Carta da Vovó, As Charadas, As Histórias de Cada Um e as Músicas do rei Roberto Carlos. Bons tempos!!!

  • Syllas Sucesso de Souza

    Era fã desse cara. Não perdia um programa dele. Só para ouvir a carta da minha querida Vovó. Esta carta me ajudou e muito a entender a política(suja) brasileira, a melhorar minhas redações e a ser um cara critico e entendedor das coisas. Saudades de desse cara. Uma pena que aconteceu esta fatalidade.

  • gervando de oliveira rodrigues

    como tenho saudades daquelas tardes!quando crianca e adolescente nao perdia um dia!o quadro que eu mais gostava era *minha querida vovo*!ate hj na esqueco!*waldir veira um kara tao legal,na radio globo elle e sencacional,amigo da dna de casa ele vem,trazendo premios,dicas musicas para vc se alegrar*!mas tudo passa nesta vida!mas os que nos marcar fica!abraco a todos!!

  • Pedro Emílio Júnior

    Meu pai foi seu amigo e trabalharam juntos na Rádio Coroados de São Fidélis, me recordo quando fomos visitá-lo no Rio e da janela do seu apartamento eu vi o Maracanã pela primeira vez. Saudades!

    • Alexandre Tavares Silva Fraga

      Oi Pedro você tem informações dos dois filhos dele? Lina e Ângelo Luciano, trabalhei com a esposa dele numa agência de publicidade no centro do rio de janeiro

  • Edval Luz Silva

    Morador de uma cidade pequena no interior da Bahia por nome Abaira, onde, naquele tempo não pegava nenhum canal de TV, o rádio a pilha era o único meio de comunicação disponível. Tive a felicidade e o prazer de viver nessa época e conhecer um dos maiores comunicadores do Rádio Brasileiro. A lacuna deixada por ele nunca será preenchida. Depois de 28 anos sem ouvir a sua voz a saudade ainda bate forte me levando a perguntar: Vovó! ” onde anda minha gente”.

  • Olá amigos!
    Eu sou mais um dos fãs do Waldir Vieira, acompanhei todos os programas dele na Rádio Globo. Eu tenho um áudio do Waldir lendo uma carta linda de uma ouvinte, não postei por respeitar a pessoa que escreveu a carta.
    Abração a todos os fãs do Waldir Vieira

  • Antônio Carlos

    Como ouvinte da Radio Globo há muitos anos, nao poderia ter deixado de ouvir o Progrma do Valdir Vieira. Sua voz era um ícone da R. Globo. Que saudade das tardes da Globo…!

  • eduardo rodrigues martins

    saudades imensa também do saudoso edmo zarif…ainda parece que estou ouvindo aquela voz grave dele no fim de tarde da radio globo…fica uma lacuna que nao se preenche mais…só saudades!!!

  • rita araujo

    Não tenho Comentário.Só SAUDADES:Haroldão,Paulo Giovane,Paulo Moreno,Afonso Soares,Valdir Vieira,Júlio Lousada,e outro mais.Alguns estão fisicamente conosco.Outros no Coração e na imensa Saudade que doi muito.Mas o Legado passado por TODOS Eles para nós Será Lembrado com Muito Carinho Sempre.Fiquem com DEUS.

  • Hugo Ribeiro

    Na escassez de novos talentos, como não lembrar do grande Valdir Vieira comandando programa com nosso rei com aquela voz cativante.

    Que bom poder ouví-lo novamente através de arquivos (preciosos) encontrados na internet.

    Só pessoas especiais permanecem eternamente em nossas mentes e corações.

    Saudades Valdir…

  • Waldir Vieira, vive na memória dos seus ouvintes. Quando ouço um lançamento do Roberto Carlos, a primeira coisa que vem em minha mente é o Waldir Vieira comentando a música nova do Rei. Imagine a nova música do RC,” esse cara sou eu”, com certeza ele ia fazer vários comentários com fez com a música Lady Laura, alguém lembra?.
    O tempo passou, Waldir Vieira jamais será esquecido.

    • Tenho muitas saudades do Valdir Vieira . Todos os dia tinha que escutar e muitas vezes eu deixava de sair a tarde pra eu poder ouvir o seu programa.Meus afazeres que tinha que sair eu fazia tudo de manhã . No dia da sua morte eu estava em casa lavando a louça com o rádio ligado esperando o programa começar e eu senti um coisa ruim quando o programa começou e ele não estava lá e quem entrou foi o Paulo Geovane também locutor.Chorei muito ,muito muito. Foi uma dor muito forte.

  • carlos roberto ferreira de souza

    conheci o waldir vieira, ele namorava a Angêla, ele ia na casa do meu pai e ficava no muro,que dava para a casa de dona benvida e seu vedo, onde angêla, trabalhava de domestica, eu sou fidelense e amo a minha terra.

  • Minha mae ñ perdia um programa, lembro das charadas bem contada por Valdir vieira. so dava globo nas fazendas do interior da Bahia Nova Canaa.

  • Marcia Nunes

    Passei minha infância escutando Waldir Vieira, a voz mais bonita do rádio de todos os tempos, encantava crianças e adultos,
    Lembro de quando tinha de acompanhar minha tia para levar meu irmão na escola as duas da tarde ia a contra gosto, pois perdia uma parte do programa, e eu só tinha 5 anos.
    Quando ele faleceu deixou um vazio no coração de seus ouvintes, eu tinha 11 anos, sito saudade até hoje.
    “Waldir Vieira, um cara tão legal, na rádio globo ele é sensacional. Trazendo…música para você se alegrar”

  • THEREZINHA COUTINHO BONICONTRO

    GOSTARIA MUITO DE PODER VER A FAMÍLIA DO INESQUECÍVEL VALDIR VIEIRA, PRA MATAR UM POUCO AS SAUDADES Q É GRANDE DEMAIS. ELE DEIXOU UMA LACUNA Q JAMAIS DE FECHARÁ , POIS, ERA ÚNICO. CREIO Q O SEU FILHO DEVE SER PARECIDO COM ELE. POR FAVOR MOSTREM IMAGENS , ENTREI NA NET COM ESSA FINALIDADE, FOI BOM PORQUE VI FOTOS DELE. QUE SAUDADES MEU DEUS!!!!!!. OBRIGADA. THEREZINHA.

  • Olá Valdomiro Lopes, Waldir Vieira não morreu, vive na memória de seus ouvintes.
    Amigo vc tem este Jornal que fala da morte do Waldir, por favor mande uma cópia.

  • VALDOMIRO LOPES ANDRADE

    Quando eu era criança comecei assistir o programa do Valdir no horário da 20:30 hrs na Globo do Rio e depois quando podia assitia o da tarde das 13:00 hrs mas o que me marcou foi o programa de domingo começava s 06:00 hrs.da manhã ia até as 10:00 hrs não perdia um programa por causa das charadas entre todas gostava mais do MAIOR QUEIJO DO MUNDO,uma charada que me marcou que ficou muito acumulada(porque que farmácia começa com F termina com T)farmacia começa com F e termina começa com T derrubou muitos ouvintes,estava em São Paulo e vi a manchete de um jornal O GALÃ da Globo morreu comprei o jornal foi difícil acreditar mas era o Valdir até hoje lembro do programa muitas saudades.

    • henrique pinho

      Por isso que a globo é e sempre será líder em tudo que faz,o programa de Valdir vieira era muito bom,o de Haroldo de Andrade ótimo,hoje temos na rádio globo no horário da manha os programas de Antonio Carlos (rio) e Rony Magrini e zulaê cobra(são paulo) que são muitos bons.Parabéns todos da globo.

Leave a Comment