Fátima Lima

“A comunicação seja em Rádio quanto em TV é um desafio diário, pois você precisa acompanhar o movimento da tecnologia, a agilidade da informação e se inserir neste contexto. Não dá pra ficar pra trás, tem que correr sempre.”

Missionária de uma Comunidade Católica chamada Canção Nova, Locutora/Apresentadora, Diretora, Produtora, Jornalista.

Como você começou no rádio?
Comecei a trabalhar nos meios de comunicação com 19 anos de idade por causa da minha opção de consagração a Deus na comunidade Canção Nova. Antes, conclui o ensino médio em contabilidade (antigo segundo grau) e trabalhei em escritório, e já faz 14 anos que trabalho com comunicação na área de TV e Rádio.

Ser locutora / Comunicadora sempre foi seu sonho?
Nunca pensei em ser comunicadora, contudo, a medida que fui trabalhando fui me identificando e descobrindo esse universo. Hoje sou apaixonada pelo que faço.

Você foi motivada por alguém a se tornar locutora?
Sim, as pessoas ouviam a minha voz e diziam que tinha voz de locutora. Fiz um teste na rádio Canção Nova e a equipe gostou, desde então não parei mais.

Como foi a reação da sua família quando optou por esta profissão?
Muito tranquila.

Você recebeu apoio nos momentos difíceis da sua carreira?
Sim, embora a única coisa que poderia relatar como dificuldade, foi um tempo em que perdi a voz e por isso precisei me ausentar da locução.

Você se arrependeu em algum momento por ter optado em ser locutora?
Não, nunca!

Você trabalha em uma rádio católica. Você também é católica?
Sim, sou católica, graças a Deus..

É um pré requisito ser católico para trabalhar na Rádio Canção Nova?
Não, não é.

Qual seu maior sonho dentro da sua profissão?
Crescer profissionalmente mais e mais, para isso não me canso de estudar.

Você acha que os jovens ainda curtem ouvir radio diante de tantos outros meios de comunicação e interação?
Sim, claro, tudo depende da programação que você disponibiliza.

O que você acha do futuro do rádio? Diante da era digital, com a tecnologia avançada, você vê o rádio acompanhando essa era digital?
Dizem que o rádio vai acabar, não acredito, creio que o rádio passará por uma transformações que algumas até já vemos, como por exemplo a web Rádio, mas acabar não.

Como você avalia o avanço das web rádio nos dias atuais?
Ainda é um meio em embrião que as pessoas estão descobrindo, mas com certeza é mais um meio importante na era da internet.

Um ícone do rádio?
Monsenhor Jonas Abib

Como é sua rotina quando não está no ar?
De produção, gerenciamento da rádio.

O que você poderia dizer para aquela pessoa que sonha em entrar para o rádio?
Invista, corra atrás para que seu sonho possa ser realizado. Seja dedicado, esforçado, atento e honesto.

Entrevista realizada por Michelle Bittencourt em outubro de 2012

COMMENTS

  • Edison Luiz

    Entrevista linda mais e pessoa em questão não entende nada de rádio pode ter esse tempo ai tipo de profissional que eu quero longe só quem conhece sabe .
    Tecnologia zero para ela .
    precisa se atualizar

  • Mais do que uma profissao a comunicacao faz parte da vida do homem e bem direcionada o eleva e o aproxima de dos outros e de si mesmo. Comunicar e levar a verdade, amizade, honestidade…realizar o bem por aquilo que expressamos na comunicacao e uma arte, uma vocacao!

  • Parabens minhas amigas queridas, Fatima Lima e Michelle Bittencour, tb amo o Radio e pelos testemunhos que aqui temos, ele é a companhia de muitos no dia a dia, nao tem como deixar de existir… Parabens pela entrevista, ficou otima!! Saudades, bjs

  • Parabenizo a Michelle Bittencourt, pois a entrevista foi bem realizada, e eficaz. Através da entrevista, foi respondida perguntas que eu nunca fiz.

    Tenho vivencia com a Canção Nova, e fico feliz em ver cada integrante da comunidade, crescendo na fé e no profissional.

    Que Deus continue dando força para todos continuamente não no crescimento.

Leave a Comment