DJ Woody


O nome dele é Leonardo Augusto, mas é conhecido como Dj Woody. Dj e produtor musical há mais de 15 anos. Começou como a grande maioria, interessado por som, tocando em festinhas de amigos e de rua. Passando por aniversários, 15 anos, casamentos até as grandes rádios, boites e casas de show. Na edição impressa número 5 da Rádio em Revista o redator digitou seu nome no obituário (confundiu com DJ Goody, com G – falecido) e fez o telefone do Woody, com W, não parar de tocar e servindo de termômetro para sua popularidade. Aqui está o DJ mais vivo que nunca e com um futuro brilhante pela frente.

Como é sua história com o rádio?
Sou um apaixonado pelo rádio. Aos 14 anos comecei a trabalhar numa pequena rádio como operador de áudio e aos poucos fui locutando e virando DJ. Em rádio comercial a primeira oportunidade surgiu quando o Dj/Operador Andrézinho L.R. me convidou para participar do programa dele na extinta 98Fm. Depois permaneci 3 anos como Dj e Produtor Musical da rádio FM O Dia. Com passagem também pela 107FM (Apenas 6 meses – Programa da Furacão 2000) e algumas participações no programa Caldeirão Beat98 com o Dj Brinquinho.

Hoje você está só nas pistas, não sente falta do rádio?
Muita. Sempre gostei de rádio. Poder levar entretenimento as pessoas, notícias e música logicamente.
Batalhando e correndo atrás para quem sabe no futuro ter meu próprio programa. É um sonho, quem sabe…

Como você enxerga o mercado de rádio atualmente?
Acho que o mercado está mudando, aliás já mudou. Hoje muita gente tem acesso a internet em banda larga em casa, no trabalho ou pelo celular. E isso vem fazendo um movimento de migração de público nas rádios. Tendo em vista a facilidade das pessoas escutarem e até assistirem o clipe de determinadas músicas no local e na hora que bem entenderem. As rádios hoje em dia não brigam mais por audiência entre si, agora elas procuram uma forma de manter seus ouvintes.

O que você considera importante para quem deseja ser Dj em uma emissora e nas pistas?
Feeling em primeiro lugar. Depois, pesquisar e estudar muito sobre música. Procurar absorver o máximo de informação, por mais que você goste de um determinado seguimento musical, você tem que procurar se informar sobre todos, pois conhecimento nunca é demais.
Saber ouvir, buscar coisas novas e interessantes para seus ouvintes e o público das pistas, logicamente.
E acima de tudo: Humildade, para estar sempre aprendendo e buscando evoluir.

O que você espera do futuro do rádio?
Espero sinceramente que o rádio musical não “morra” e que passe a ter mais rádio falada/comentada. Eu particularmente ainda prefiro ouvir músicas no rádio que em um playlist feito por mim, acho legal não saber qual a música que o programador preparou em seguida. Espero que venha a tal da era digital com mais canais de áudio, com novas possibilidades e tomara que eu faça parte de uma delas.

COMMENTS

  • Luciana Vieira

    Sou muito fã do DJ Woody, a anos acompanho seu trabalho, como DJ Produtor na minha opinião ele é perfeição. Torço para que o Brasil e o mundo tenha a oportunidade de prestigiar esse talento por muitos e muitos anos assim como eu o acompanho Leo boa sorte sou sua fã!!!

Leave a Comment