Conheça os principais aplicativos para jornalistas em 2017

Estudantes da aula de ferramentas de inovação de Eric Newton na Faculdade Walter Cronkite de Jornalismo e Comunicação de Massa da Universidade Estadual do Arizona buscam, testam, aplicam e criticam ferramentas e técnicas de jornalismo.

Aqui você encontrará as críticas de aplicativos que eles examinaram de um ponto de vista jornalístico. Quanto mais solzinhos (☀), melhor é o aplicativo.

As opiniões expressas são apenas as opiniões dos autores. Mas como são nativos digitais que querem contar histórias, acreditamos que as opiniões deles são importantes. Cada geração chega à idade adulta com uma forma de mídia em ascendência, e essa a geração finalmente predomina e define a nova mídia.

Aqui está um panorama sobre seus aplicativos favoritos:

Adobe Photoshop Fix

☀☀☀☀ (4/5)

É fácil editar fotos no seu dispositivo móvel com o Adobe Photoshop Fix. O aplicativo pode remover a “sujeira” indesejada das fotos. Simplesmente selecione e corte o objeto que deseja remover e uma combinação de pixels circundantes preencherá o espaço vazio. O Fix salvará essas edições em camadas para que o produto seja dimensional em vez de plano. Essas imagens podem ser transportadas através do Creative Cloud para uso posterior. Esses recursos podem ser ótimos para fotos de família, mas os jornalistas que alteram fotos podem ter grandes problemas. O Fix é gratuito e disponível para dispositivos Apple e Android. — Dillion Eddie

Amaze VR

☀☀☀☀ (4/5)

Amaze VR é um aplicativo de realidade virtual de mídia social que funciona através do YouTube para permitir ao usuário acompanhar a vida de vários vloggers e aventureiros. O conteúdo inclui jogos, como pessoas jogando H.O.R.S.E. O aplicativo usa um design de feed semelhante ao Twitter. Como o app alimenta o YouTube, os jornalistas que postarem lá podem atingir um grande público. Quando uso realidade virtual, quero ser transportado para o local, e o Amaze faz isso para que qualquer pessoa possa carregar uma aventura. — Connor Van Siclen

Bigvu

☀☀☀☀☀ (5/5)

Bigvu é o futuro das reportagens móveis. Com apenas um telefone necessário para gravar um pacote de vídeo, os jornalistas vão gostar deste app. Bigvu permite gravar vídeo, usar um teleprompter, compartilhar em todas as mídias sociais e mais. Disponível gratuitamente no Google Play e na App Store, esta crítica na IJNet mostra os recursos e a funcionalidade em detalhes. Os jornalistas podem usar o aplicativo como uma ferramenta de última hora. Eu mesmo pretendo continuar usando-o. — Cole Feinbloom

HelloTalk

☀☀☀☀☀ (5/5)

HelloTalk é parte mídia social e parte tradutor. Ajuda as pessoas a aprender línguas através de conversas com falantes nativos. Você pode se conectar através de bate-papo, chamadas de voz gratuitas ou uma postagem pública. Traduz, corrige gramática e transcreve áudio para texto (ou vice-versa) dentro de uma conversa de texto ou post. Não está se sentindo tagarela? Você pode traduzir um texto sem ter que conversar com alguém. Para os jornalistas, este aplicativo pode fornecer uma grande conexão com fontes em países estrangeiros. O aplicativo está disponível no iTunes e Google Play. — Leah Soto

Journalism Dictionary SMART Guide

☀☀☀☀☀ (5/5)

O Journalism Dictionary SMART Guide define mais de 1.000 termos de jornalismo em 13 categorias. Basta clicar em play para ouvir uma definição. Quizzes podem ser feitos para testar seu conhecimento. Descobri a palavra ‘Flash’ na categoria Rádio. Definição: “breve notícia de notícias sobre um novo evento”. Comentários do usuário elogiam o aplicativo (um dos vários aplicativos de dicionário de jornalismo por aí). Também oferece compras no aplicativo. Por US$2,99 você recebe mais 800 termos. O aplicativo é gratuito, disponível em iPhones. — Julia Bashaw

Signal / Open Whisper Systems

☀☀☀☀ (4/5)

O medo da falta de privacidade nunca deve parar o bom jornalismo. A privacidade nunca é um problema com o Open Whisper Systems. A ferramenta, chamada Signal nas lojas de aplicativos, criptografa mensagens de texto e chamadas telefônicas — desde que você use seu app (no Google Play e na App Store). Edward Snowden (que foi contratado da Agência de Segurança Nacional) e Laura Poitras (notável cineasta e jornalista) são usuários bem conhecidos. Com seu apoio, qualquer jornalista deve se sentir bem usando esta ferramenta para se comunicar com fontes privadas. — Ben Jacobs

Videolicious

☀☀☀☀ (4/5)

Fazer vídeos de qualidade profissional com seu iPhone é fácil com o Videolicious. A Videolicious Academy fornece aos usuários “receitas de vídeo” e dicas. Minha favorita é uma receita que mostra como criar um cartão de visita de video, útil a qualquer um no mercado de trabalho. O aplicativo diz que tem milhões de usuários, incluindo empresas de notícias importantes. Tem que cobrir mudanças de política dentro de um sistema educacional mas não tem experiência nesta editoria? Sem problemas! A academia tem dicas específicas para jornalistas em sua situação. O aplicativo básico Videolicious é gratuito na App Store, mas recursos especiais são cobrados. — Dillion Eddie

Fonte: IJNet

Leave a Comment